Girino
Girino


J.A.Bertoluci

Girino é o nome especial que a larva de anuros recebe. Todo anuro, seja ele um sapo, rã ou perereca, passa pela fase de girino, que pode acontecer dentro da água, dentro do ovo ou em estruturas protetoras do corpo de seus pais.
Os girinos possuem um intestino muito longo e que está organizado na forma de uma espiral, não possuem dentes, mas estruturas córneas em forma de bico. Alimentam-se de outros girinos, ou de partículas que encontram no fundo ou na superfície dos corpos d'água onde vivem.
São encontrados em corpos de água parada, como lagos e charcos ou em água corrente, como riachos. De acordo com o ambiente onde vivem possuem modificações estruturais em seu corpo e boca. Girinos encontrados em riachos possuem o corpo achatado e a cauda bem musculosa, podem ocorrer estruturas que funcionam como ventosas e os mantém grudados ao fundo de pedra dos riachos. Já os girinos de lagos e charcos, possuem uma cauda com membrana bastante desenvolvida e não tem corpo achatado.
De acordo com sua alimentação, na superfície ou no fundo, possuem a boca em região mais ventral (fundo) ou superior (superfície), sendo que às vezes ocorre boca transformada em funil.
O tempo de duração da fase de girino varia muito entre as espécies, podendo durar de dias a meses.


J.A.Bertoluci

Voltar ao início
Voltar para a anterior